O Mato Grosso todo lê!

Sábado, 13 de agosto de 2022
MENU

Justiça

Marido é condenado a 35 anos de prisão por matar mulher enquanto ela amamentava filho

Edilene Coelho Santos morreu a facadas em janeiro de 2018.

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O tribunal do júricondenou Ademilson Nunes a 35 anos, três meses e 15 dias de prisão pelo homicídio qualificado da companheira Edilene Coelho Santos e posse ilegal de arma de fogo, em Guarantã do Norte, a 721 km de Cuiabá. A sessão de julgamento foi realizada na terça-feira (19).

A vítima foi morta a facadas enquanto amamentava o filho recém-nascido, em janeiro de 2018. De acordo com a Polícia Civil, Edilene estava com o filho de 22 dias de vida quando foi atacada pelas costas. O outro filho da vítima, que tinha 6 anos de idade na época, presenciou o crime.

Segundo o Ministério Público, o conselho de sentença reconheceu as qualificadoras de motivo fútil e feminicídio, quando o crime é praticado contra a mulher por razões da condição de sexo feminino, os agravantes de crime na presença de descendente da vítima e praticado nos três meses posteriores ao parto dela.

A denúncia narra que Ademilson Nunes, estava consciente da ilicitude e reprovabilidade de sua conduta, e, dotado de manifesta intenção de matar por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, valendo-se de uma faca, matou sua mulher Edilene Coelho Santos, no contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher, cerca de um mês depois do parto do recém-nascido e na presença do outro filho de 6 anos.

Segundo o MP, o casal mantinha união estável há cerca de dois anos, mas o relacionamento era conturbado. Havia, inclusive, processos em andamento por crimes de ameaça e lesão corporal praticados no âmbito de violência doméstica pelo denunciado em face da vítima.

O Ministério Público colheu relatos que o marido sempre demonstrou ser ciumento, agressivo e autoritário.

Durante a gravidez da vítima, eles chegaram a se separar e depois voltaram a morar juntos. Na data do crime, eles discutiram por ciúmes e Ademilson chegou a ameaçar Edilene, executando o crime na sequência. O condenado golpeou a vítima pelas costas e na boca.

Na casa, ainda foi encontrada arma de fogo e munição de uso permitido, em desacordo com determinação legal ou regulamentar.

Fonte/Créditos: G1-MT

Créditos (Imagem de capa): Edilene Coelho dos Santos foi morta pelo marido, Ademilson Nunes, segundo a Polícia Civil — Foto: Facebook/Reprodução

Comentários:

Publicidade
Publicidade

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!